terça-feira

Correspondência de Vladimir Severo
Lisboa, 29 de Janeiro de 2008

Bela Valquíria.

Escrevo-lhe para perguntar. Questiono para contrabalançar as suas afirmações. A pergunta normalmente gera diálogo, a afirmação quase sempre engendra discussão ou termina com o possível diálogo.

A Valquíria sabe a imensa beleza que contêm os seus olhos?
Já alguma vez tropeçou num degrau, a subir uma escada?
Quando e Onde é que nasceu?
De quê é que tem Medo?
Qual foi o lugar mais longínquo que já visitou?
Gosta de animais? De qual gosta mais?
Gosta de fazer ditados?
O que lhe custou mais perder até hoje?
Se fosse possível viajar no tempo, a quando ia?
Já alguém a amou?
Já fez mal a alguém, com intenção de o fazer?
Está a ler algum livro neste momento? Qual?
Sabe o que é um orgasmo?
Sempre viveu em Lisboa?
Quer ir dançar Tango comigo? Quando?
1+1= ?
Já mergulhou em mar alto, sem terra à vista?
Já se sentiu musa dos meus orgasmos?
Já partiu a cabeça?
É destra ou canhota?
Lembra-se do seu primeiro beijo com a língua?
Tem irmãos?
Onde é que não entra?
Em que posição adormece mais facilmente?
Vai responder-me a todas as minhas questões?
Tem vontade de ouvir as minhas afirmações?
Quer descobrir ou inventar um mundo novo?
Quantas vezes inspira num minuto?
Já se viu de costas?

Recebe este meu Beijo?

Vladimir Severo.

6 opiniões:

Maura disse...

Ai, Sr. Vladimir Severo... se o Sr. ElMauNitch gostasse de mim como o senhor gosta da menina Valquíria...

vladimir severo disse...

querida Maura, não sei se o Sr. ElMauNitch tem a vocação para amar o outro, que reina em mim.
temo que o Sr. ElMauNitch só consiga amar-se a si próprio.

Maura disse...

Eu sei, eu sei, meu car Vladimir!
Sofrerei sozinha este amor não correspondido...

ElMauNitch disse...

Caro Vladimir Severo, não se deixe embriagar constantemente por essas descargas de dopamina e noradrelina, veja se aprende a controlar os seus neurotransmissores e atenção aos seus níveis de serotamina.
A cachopa Maura, por quem nutro uma certa admiração, não falou em amor, falou em gosto. E queira a menina Maura, bem como você, saber de que gosto muito, do pouco que conheço, da menina Maura.

Maurigna disse...

Ai senhor ElMauNitch, que até sinto as faces a ferver e um calor no peito com suas palavras.
Como me sinto feliz por saber que nutrimos admiração idêntica um pelo outro!...
Porém, não creio que "cachopa" seja um termo adequado à minha já algo avançada idade!

Valquíria Gondul disse...

Querida Maurigna, nunca diga a um senhor a sua idade e saiba que as verdadeiras Mulheres só contam os anos até aos trinta.

Sr. Vladimir, respondo-lhe um dia, com mais calma e depois de pensar seriamente nas respostas.